Comissão organizadora

Castanheira.jpg

José Cláudio S. Castanheira é doutor em comunicação pela Universidade Federal Fluminense (UFF), com estágio doutoral na McGill University - Canadá. É professor do curso de Cinema da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e do PPGCOM da Universidade Federal do Ceará. É líder do grupo de pesquisa GEIST/UFSC (Grupo de Estudos em Imagens, Sons e Tecnologias) - CNPq.

Pedro Silva Marra é doutor em comunicação pela Universidade Federal Fluminense (UFF), com estágio doutoral na McGill University - Canadá. É professor do departamento de Comunicação Social da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e do Ppgcom da UFOP. Líder do grupo de pesquisa Ateliê de Sonoridades Urbanas - CNPq. É membro do GEIST/UFSC (Grupo de Estudos em Imagens, Sons e Tecnologias) - CNPq.

IMG-20190121-WA0001.jpg

Marcelo Bergamin Conter é professor e pesquisador no Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS). Realizou pós-doutorado em Comunicação na Unisinos. É doutor e mestre pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com doutorado sanduíche (CAPES) pela Columbia University (Nova Iorque). Em 2016, publicou o livro "LO-FI - Música pop em baixa definição".

Melina Santos é Pós-doutoranda em Comunicação (PUC-RS) e Doutora em Comunicação pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Entre os interesses de pesquisa estão: Africanidades, Gênero Musical, Decolonialidade e Tecnologias. 

Design sem nome (1).png

Dulce Mazer é doutora em Comunicação e Informação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Realizou pós-doutorado (PNPD/CAPES) na UFRGS e doutorado sanduíche na Universidad Autónoma Metropolitana, México, sob orientação do prof. Dr. Néstor García Canclini. Tem interesse na pesquisa em comunicação, consumo cultural e midiático; culturas urbanas e identidades, aspectos midiáticos da experiência sonora, audiovisual e musical na contemporaneidade. Integra os grupos de pesquisa Espaço, Fronteira, Informação e Tecnologia (GREFIT/UFRGS) e Grupo de Estudos em Imagens Sonoridades e Tecnologias (GEIST).

Cássio de Borba Lucas é doutorando em Comunicação na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com pesquisa sobre a produção de escutas musicais. Mestre em Comunicação e Informação pela UFRGS, na linha de pesquisa Cultura e Significação, com pesquisa acerca das significâncias, intertextualidades e intersemióticas da música sampleada. Graduado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela UFRGS, com pesquisa de iniciação científica sobre as teses comunicacionais dispersas no cinema de Julio Bressane e pesquisa de conclusão de curso sobre o audiovisual de orquestra como tradução intersemiótica.

Mario Arruda é doutorando no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Integra o Grupo de Estudos em Imagens Sonoridades e Tecnologias (GEIST) e o Grupo de Pesquisa em Semiótica e Culturas da Comunicação (GPESC). Pesquisa nas áreas da Estética, da Semiótica, da Teoria da Comunicação e da Cibercultura com enfoque em filosofias da diferença, música, arte mídia e tecnologias da comunicação. Bolsista CAPES. E-mail: marioarruds@gmail.com

 

Colaboradores

Dra. Gabriela Aceves Sepúlveda (n. 1973 Guadalajara, México) é professora assistente e diretora do cMAS (o estúdio de artes de mídia crítica) na Escola de Arte e Tecnologia Interativa da Universidade Simon Fraser. Seu trabalho investiga as histórias e práticas da arte e design contemporâneos e suas interseções com a ciência e a tecnologia. Ela é autora do livro premiado “Mulheres Visíveis: Arte Feminista e Mídia no México pós-1968” (2019) e vários artigos revisados por pares, capítulos de livros e projetos de criação de pesquisa sobre arte midiática feminista e práticas de arquivo em América latina. Para saber mais sobre seu trabalho, visite: http://criticalmediartstudio.com/

Freya Zinovieff é artista, pesquisadora e estudante de doutorado no Critical Media Art Studio (cMAS) da Simon Fraser University. Seu foco atual é o potencial das práticas de escuta mediada para iluminar as fronteiras entre o político e o ecológico. Freya fez seu mestrado na University of New South Wales e recebeu um diploma de primeira classe da Cambridge School of Art em Anglia Ruskin. Ela recebeu vários prêmios, incluindo uma bolsa Endeavor, e trabalhou extensivamente como curadora.

Amanda Gutiérrez (n. 1978, Cidade do México) Graduada inicialmente como cenógrafa na Escola Nacional de Teatro, Gutiérrez usa uma variedade de mídias, como cinema e arte performática, para investigar como essas condições da vida cotidiana definem o cenário para nossa experiências e, ao fazê-lo, moldam nossas identidades individuais e coletivas. Gutierrez está defendendo ativamente as práticas de escuta enquanto é uma dos diretores do Projeto Escuta Mundial, anteriormente trabalhando com a Sociedade de Ecologia Acústica do Meio-Oeste, e atualmente como comitê científico da Red Ecología Acústica México. Atualmente, ela é estudante de doutorado na Concordia University e assistente de pesquisa no laboratório PULSE e no Laboratório de Atos de Escuta.

Paula Gomes-Ribeiro é Musicóloga. Professora e Investigadora da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa. Desenvolve investigação nos domínios da sociologia da música; ópera e teatro musical; música, media, comunicação e tecnologias; género e música; ciberculturas; sendo o âmbito temporal do seu trabalho genericamente demarcado entre finais do século XIX e a atualidade. Investigadora integrada do CESEM Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical e membro da atual Direção. Neste contexto, é cofundadora do SociMus (Grupo de Estudos Avançados em Sociologia da Música), NEGEM (Género e Música) e CysMus (Música e Cibercultura). Concluiu o Doutoramento em Musicologia na Universidade de Paris VIII (Estética, Ciências e Tecnologias das Artes), em 2000, após ter obtido o título de Mestre em Musicologia da mesma instituição.

João Francisco Porfírio é aluno de doutoramento em Ciências Musicais na NOVA FCSH (Lisboa) e bolsista de doutoramento FCT (SFRH/BD/136264/2018). No CESEM é membro do Grupo de Teoria Crítica e Comunicação, do SociMus (Grupo de Estudos Avançados em Sociologia da Música) e do CysMus (Núcleo de Estudos em Música e Cibercultura), onde desenvolve investigação sobre temas relacionados com música ambiente e paisagens sonoras do quotidiano doméstico.

Camila Proto (Porto Alegre, 1996) é artista multimídia, mestra em Artes Visuais pela UFRGS e doutoranda em Filosofia pela PUC-Rio. Sua pesquisa percorre o universo intersemiótico, tensionando as relações entre arte, ciência e filosofia. Foi indicada para o XIII Prêmio Açorianos de Artes Plásticas (2020, Porto Alegre), na categoria "Artista em Início de Carreira".

Thaís Amorim Aragão é doutora em Comunicação (Unisinos) e é produtora cultural da Universidade Federal do Ceará, com atuação na Rádio Universitária FM. Desenvolveu estágio doutoral na Escola de Mídia, Artes e Design da Universidade de Westminster, em Londres, e é mestre em Planejamento Urbano e Regional pela UFRGS.

Juliana Carla Bastos é doutora em Etnomusicologia e professora da Licenciatura em Música da UFPB, onde fundou e coordena o LABETS - Grupo de Pesquisa "Laboratório de Ética Sonora". Membro da Society for Ethnomusicology (SEM - Indiana University), do WFAE - World Forum for Acoustic Ecology, e parecerista de eventos regionais e da Revista da ABEM - Associação Brasileira de Educação Musical. Seus interesses de pesquisa contemplam ética sonora, ecomusicologia, música popular urbana, processos de transmissão musical e práxis do ensino da música.

Rui Chaves é artista sonoro, curador e investigador. De 2015-2018, ele foi um pesquisador de pós-doutorado na NuSom (Universidade de São Paulo) com um projeto de pesquisa com foco na criação de um ‘arquivo’ online de arte sonora brasileira. Em 2019, co-editou com o professor Fernando Iazzetta o livro Making it Heard: A History of Brazilian Sound Art . De 2020 a 2024, atuará como professor visitante no departamento de artes visuais da Universidade Federal de João Pessoa.

Henrique Souza Lima é doutor em artes pela Universidade de São Paulo e professor no curso de Produção Fonográfica da Universidade Anhembi Morumbi. Membro do grupo de pesquisa Laura - Lugar de Pesquisas em Auralidade e do Núcleo de Pesquisa Nusom - Núcleo de Pesquisas em Sonologia, ambos sediados na Universidade de São Paulo. Seus interesses de pesquisa gravitam em torno das relações entre escuta, poder e imagem.

Comitê científico

 

Dr. José Cláudio S. Castanheira (UFSC/UFC)

Dr. Pedro Silva Marra (UFES/UFOP)

Dr. Marcelo Bergamin Conter (IFRS)

Drª Dulce Mazer (UFRGS)

Drª Melina Santos (PUC-RS)

Me. Cassio Borba de Lucas (UFRGS)

Me. Mario Arruda (UFRGS)

Dr. Timothy D. Taylor (UCLA)

Dr. Martin Daughtry (NYU)

Drª. Shannon Garland (University of California, Merced)

Drª Gabriela Aceves Sepúlveda (Simon Fraser)

Me. Freya Zinovieff (Simon Fraser)

Me. Amanda Gutiérrez (Condordia)

Drª Paula Gomes-Ribeiro (NOVA de Lisboa)

Me. João Francisco Porfírio (NOVA de Lisboa)

Me. Camila Proto (PUC-RJ)

Drª Thaís Amorim Aragão (UFC)

Drª Juliana Carla Bastos (UFPB)

Dr. Rui Chaves (UFPB)

Dr. Henrique Souza Lima (Anhembi-Morumbi)

Os organizadores da II CIPS estão ligados às seguintes instituições:

ufsc-logo-3.png

UNIVERSIDADE FEDERAL DO

ESPÍRITO SANTO

Ufrgs-logo-3.png
ifrs.png
WhatsApp%20Image%202021-03-08%20at%2016.
topo-postagem-nota4_edited.png